sábado, 3 de abril de 2010

LLEGARÉ



Llegaré, llegaré pronta exuberante de ternura
como madre besa al bebé en la cuna,
como jardinero riega al rosal amado,
te querré, abrazaré con delirio, desenfado....

Harta de andar por el mundo
añorando día a día tu presencia
vuelvo llena de experiencias e ilusiones
que colmen el vacío de nuestra vida mezquina.

Todo cambiará, no te pude olvidar,
estás tan dentro de mi corazón
que, todas las pretensiones amorosas
las llenaba tu recuerdo haciéndome palpitar.

¡ No pude !, no pude volver amar,
telón de acero invisible tu persona,
como fantasma en mi camino
mirándome con dulzura para no pecar.

Eres Edén en mi alma
que revive en mis sentimientos
volver a empezar,
como semilla que renace en el mar.


Leonor Rodríguez
Safe Creative #1303184796691

7 comentarios:

Anita María dijo...

Precioso, realmente llega exuberante de ternura. Me gusta sobre todo que ante los intentos que deja ver, no lo olvida, aún lo anhela, con un recuerdo que aún palpita...eso es Amor.

Gracias mi querida Leo por todos los bellos comentarios, me alegran, me animan, me llenan.

Un abrazo inmenso, con todo mi cariño,

Anouna

Leo dijo...

Gracias Anita María, me alegra mucho te haya gustado, a mi edad esto es un clamor para seguir en mis intentos de escribir.
Abrazos, niña.
Leonor

GOGO dijo...

volver a empezarrr..que cada dia sea el primeroo..que no haya luceroo que no nos alumbree ni mensajero que nos robe el mensajeeeeee...!!

Leitooo..una reinaaa amigalmaaaaa..!!

lujito leerteee..!!

mi cariñoo siemrpee de estrenoooooooo...!!

Leo dijo...

Gracias GOGO, siempre tan amable.
Saludos afectuosos.
Leonor

jefhcardoso dijo...

Ás Três Senhoras

Três idades, três vidas, três estórias;
Uma casou-se, teve filhos, netos, os bisnetos aguarda agora.
Outra adoeceu, não se casou, nem teve filhos; não terá netos nem bisnetos á sua volta.
E a terceira deu sua vida pela segunda; tornou-se fiel cuidadora; um anjo que guarda!
Três momentos, três vidas, três sonhos.
E quem é que não sonha?
Uma casou-se; conheceu o lado bom e o outro do matrimônio.
A irmã, ao adoecer, viu perder-se de vista tal sonho.
A terceira, viu passar pretendente, mas deu-se a caridade completamente.
Tuas belezas minhas senhoras, não se acabam nunca!
Tuas carnes sim mudam, tua pele flácida abriga rugas:
Sei que neste verso não agrado a nem uma,
Porém, não vim tornar a realidade menos dura,
Mas quem pode me censurar por lapidar a vaidade em pedra bruta?
Tu não tens vaidade?
Teus cabelos foram fartos, mas hoje são escassos;
Se foram louros como o ouro, ou negros como noite,
Em prata se tornaram, e como a prata purificada
Na fornalha do tempo, branquearam;
Branco puro, como hoje é tua alma repleta de saudades,
Do presente sente o gosto, mas no passado é que ficaram as delícias da vaidade:
Quem não tem vaidade?
Pois no “presente passado”, o que era gozo e regozijos,
Ao entardecer, revelou-se precioso e perecível;
No teu rosto entalhes, vincos, marcas, traços profundos e íntimos.
No olhar,bem no entorno, triste expressão mesmo num sorriso bondoso.
Sei que brigou com o tempo, que chorou quando o viu roubar-lhe a pele lisa,
Lutou quando ele lhe trocou as formas leves e sutis por outras.
Desesperou-se quando não se reconheceu numa manhã diante do espelho.
"Impiedoso tempo, mestre de frio ofício, maldito, maldito"; disse num desatino!
Mas não chore mais; a beleza não se fora, apenas mudara;
Acredite e não fique triste:
Tu és bela mesmo sendo dona de teus oitenta,
É musa dona de noventa;
Um século de vida não lhe torna menos fêmea.
Que importa que já teve muito menos?
Teve e já não os tem, não é segredo que nada de fato nos pertença;
Mas saiba que és bela!
Não das paixões juvenis despertas,
Mas da vida humana.
Tens a beleza do tempo.
Ouça; o olhar do poeta esta dizendo...
"Aceite o novo que traz a velha aparência;
Beleza tua nunca acaba,
beleza tua apenas mudara;
Cada tempo possui sua formosura;
que cada hora, beleza única lhe traga"
E o tempo, como disse o poeta: o tempo não para.

Por Jefhcardoso

jefhcardoso dijo...

Leonor, gracias por seguir mi blog. Quiero enviar un texto que me gusta. Espero que os guste. Gracias!

Jefhcardoso

Leo dijo...

Me ha gustado, Jefh, este testo que me dejas, pero aún tengo que volver a leer para aprender tu idioma. Tres señoras, tres edades.
Gracias
Saludos respetuosos.
Leonor